Cristiano Araújo é homenageado em shows no São João de Caruaru, PE

A noite de shows do dia de São João – 24 de junho – no Pátio de Eventos Luiz Gonzaga, em Caruaru, Agreste de Pernambuco, seria encerrada com a apresentação do cantor sertanejo Cristiano Araújo. Com a morte do cantor, a organização do evento optou por não substituir a atração e realizar um tributo ao artista. “Identificamos que não havia ânimo para isso. Portanto, decidimos que haveriam os shows já previstos, mas sem colocar ninguém no lugar do Cristiano, em respeito a ele. Ele deveria estar entre nós de alguma forma e a que encontramos foihomenageando-o no intervalo de cada apresentação”, explicou a presidente Lúcia Lima, da Fundação de Cultura do município.
Alguns fãs, que antes iriam ao evento para acompanhar a apresentação do músico sertanejo, decidiram acompanhar as homenagens. A estudante Julia Robert, que afirma ter acompanhado a carreira de Cristiano desde 2010, esta seria mais uma chance de ver o ídolo. “Eu vim do Recife só para ver o Cristiano, porque era o primeiro show dele aqui [Caruaru]. Só soube da tragédia quando cheguei. Foi muito triste”, lamenta.
A nutricionista Tâmara Fernandes veio de Manaus, no Amazonas. Ela afirmou que estava ansiosa para prestigiar o ídolo, já que esta seria a primeira vez que iria a um show dele. “desde que saiu a programação [do evento], a gente só falava nesse show”, conta ao fazer referência à amiga que a acompanhou, a vendedora Kesia Magalhães.
A fonoaudióloga Erika Ribeiro comentou emocionada: “era uma das atrações que eu mais esperava neste São João. O que mais me deixa triste é que ele era muito jovem ainda e tinha toda uma vida pela frente”.
Heleno dos 8 Baixos (Foto: Joalline Nascimento/ G1)Heleno dos 8 Baixos revelou como era chamado
por Cristiano (Foto: Joalline Nascimento/ G1)
Atrações e homenagens
Os tributos não ocorreram apenas nos intervalos dos shows. Durante as apresentações, os artistas que subiram ao palco aproveitaram para destacar a falta que Cristiano fez durante a noite de festa. “Era um menino muito bom, eu o conheci. Ele me chamava de Heleno dos Baixinhos. Vai fazer muita falta”, comentou um dos homenageados da edição 2015 do São João de Caruaru, Heleno dos 8 Baixos.

Heleno entoou sucessos como “Catarina não tem cabelo” e fez questão de dizer o quanto estava grato por ter sido homenageado na festividade. “Tocar no Pátio de Eventos de Caruaru, numa noite de São João, e saber que meu nome vai ser espalhado por aí, não tem preço, não. Aqui é como se fosse o Maracanã da música”, destacou Heleno.
Era um menino muito bom, eu
o conheci. Ele me chamava de Heleno dos Baixinhos. Vai fazer muita falta”
Heleno dos 8 Baixos
A segunda atração da noite foi o cearense Marcos Lessa, que participou da segunda edição do The Voice Brasilreality show exibido pela Rede Globo. Apesar de ter origem musical no samba, o artista fez questão de cantar apenas forró e lembrou sucessos de Luiz Gonzaga, Santanna – o Cantador – e do caruaruense Onildo Almeida. Mesmo em meio à chuva, o público interagiu com o cantor, que se apresentou pela primeira vez no município.
Marcos Lessa destacou a importância de se apresentar em Caruaru e também lamentou a morte de Cristiano Araújo. “Este palco do pátio do forró tem outro peso, outra dimensão para qualquer artista. Embora eu sempre cante samba, o ar daqui me ajuda a cantar forró. E quanto ao Cristiano, ele estava vivendo o sonho dele e, de repente, se foi. A forma mais justa que encontrei para homenageá-lo foi trazendo alegria para o povo, como ele queria fazer”, ressaltou Lessa.
Margareth Menezes (Foto: Joalline Nascimento/ G1)Margareth Menezes foi responsável por encerrar a
programação (Foto: Joalline Nascimento/ G1)
A responsável por encerrar a noite de shows foi Margareth Menezes. Ela subiu ao palco cantando, à capela, “Olha pro Céu” – de Luiz Gonzaga. À ocasião, a chuva tornou-se um ingrediente à parte. Quem ainda tentava se proteger dela, logo se rendeu e seguiu o embalo do ritmo entoado pela baiana. Margareth também lastimou a tragédia ocorrida com Cristiano e pediu, emocionada, ajuda aos espectadores para continuar a apresentação. “A morte faz parte da vida e, infelizmente, essas coisas acontecem”, frisou.

Do G1.Com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *