Morre Guilherme Uchoa, presidente da Assembleia Legislativa de Pernambuco.

O presidente da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), Guilherme Uchoa (PSC), de 71 anos, morreu nesta terça-feira (3), no Hospital Português, na área central do Recife. A informação foi confirmada pela assessoria de comunicação da Alepe. O óbito ocorreu às 4h, em decorrência do agravamento do quadro de saúde do deputado, que teve edema pulmonar e parada cardíaca.
O parlamentar estava internado desde domingo (1º), depois ter problemas de saúde em casa, na Região Metropolitana, e ser levado para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI). A assesoria do Legislativo ainda não repassou informações sobre velório e entrerro.
Na segunda-feira (2), o boletim médico divulgado pelo hospital informou que Guilherme Uchoa tinha apresentado melhora no quadro de saúde.
Por meio de nota, a unidade disse que o quadro era de pneumonia decorrente de broncoaspiração. Nesses casos, o paciente aspira secreções contidas nas vias aéreas ou de materiais estranhos às vias aéreas.
Durante a madrugada deste domingo (1º), Uchoa teve uma indisposição, segundo a assessoria de comunicação da Alepe. Ele foi levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Cruz de Rebouças, em Igarassu, na mesma região.
No caminho, o deputado desmaiou e os médicos decidiram levá-lo ao Hospital Português. Ele deu entrada às 6h. Ainda de acordo com a Alepe, o governador Paulo Câmara (PSB) esteve no hospital para visitar o presidente do Legislativo.
Guilherme Uchoa estava no sexto mandato parlamentar e presidia a Alepe pela sexta vez consecutiva. Juiz aposentado, ele ocupou o cargo de governador de Pernambuco em virtude de ausência dos titulares.

Do G1

Jonata Daniel

Daniel, tem 21 anos e nasceu em São Joaquim do Monte/PE, mora atualmente em Agrestina/PE. Estudante Técnico em Enfermagem Jônata é repórter fotográfico e fundador do Blog, criado à quatro anos quando ainda cursava o ensino médio na Escola de Referência Professor José Constantino. “O blog me ajudou a entender complexos importantes e ver que não era o único adolescente insatisfeito com problemas do dia a dia. Através dos textos e fotos descobri um novo universo que acabou virando meu trabalho”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *