Série Doenças do nosso Século: Ambição – Um mal perigoso


É possível que muitas pessoas não saibam o que é ambição. O conceito no entanto é singular e objetivo: desejo veemente de alcançar os bens materiais, o poder e a glória, a riqueza, a posição social e coisas semelhantes a estas. A ambição humana é desencadeada por três principais elementos: o poder, o dinheiro e a Sexualidade.

É difícil conviver sem ambição, pois esses fatores estão embutidos na natureza humana. Todo ser humano tem inserido no seu contexto natural o desejo de ter, de poder, ou de possuir algo. A Bíblia está repleta de exemplos dessa natureza como no caso de Adão e Eva no Jardim do Éden, que quiseram ter o conhecimento para que pudessem se libertar da ignorância e experimentar o conhecimento de Deus, o rei de Tiro em Ezequiel 28. 1-10, que almejou multiplicar sua fama e riqueza e o rei Nabucodonosor, relatado no livro de Daniel 4, que se exaltou sobremaneira por ter construído a grande Babilônia.

Nos dias atuais é comum vermos pessoas procurando de forma veemente e descontrolada o poder, a glória e a honra e muitos são capazes de praticar atos inacreditáveis para que consigam o que tanto almejam. O poder embriaga o psicológico humano, deixando o individuo muitas vezes na condição de cego e descontrolado.

Na sequência temos o dinheiro, que não é um mal em si próprio, porém no sistema capitalista em que nós estamos inseridos, que prega constantemente que quem mais tem mais vale, é difícil encontrar pessoas que não sejam amantes do dinheiro. O apóstolo Paulo escrevendo a Timóteo 6. 10 afirma que o amor ao dinheiro é a raiz de toda a espécie de males.

Em sequência, os padrões sexuais vividos hoje em nossa sociedade, a prática do sexo ilícito, a condenável liberação sexual, também é um dos fatores que figuram como componente da ambição. É comum ver na mídia que descolado é o homem ou a mulher que pega mais parceira ou parceiro. Mas estes padrões morais tão enaltecidos atualmente, só separam gradativamente o ser humano do seu supremo criador. A bíblia trata os pecados cometidos via sexualidade como pecados contra o corpo. (I Co 6.18)

A Bíblia trata como integrantes pela busca descontrolada pelo poder os pecados de avareza, ambição, soberba e concupiscência dos olhos. Jesus, no livro Mateus 19.23-26, também falou sobre a fatal impossibilidade de servir a Deus e servir as riquezas ao mesmo tempo e na carta escrita aos Gálatas, Paulo é taxativo quando diz andai em espírito e não cumprireis a concupiscência da Carne. (Gl 5:16)

Deus em sua palavra nos alerta que ele dá graça ao humilde mas resiste ao soberbo (Tg 4.6). O Salmista Davi sabendo disso escreveu em Salmos 138.6: “Ainda que o senhor é excelso, atenta para o humilde; mas ao Soberbo conhece-o de longe!”

Quando nós entregamos o nosso coração para servir a Deus, não ambicionamos as coisas elevadas desse mundo, entregamos nosso caminho ao Senhor e confiamos nele, que é poderoso para suprir todas as nossas necessidades, quer nas áreas social, financeira ou nas áreas espirituais. A ambição traz males irreparáveis para nossa vida e sabendo disso, assim escreveu o apóstolo Paulo:

 

“Porque nada trouxemos para este mundo e manifesto é que nada podemos levar dele. Tendo, porém, sustento e com que nos cobrirmos, estejamos com isto contentes”. I Timóteo 6.7,8

Eloi Santos

Nascido no Recife, capital de Pernambuco, tem 30 anos, é casado com Daiana Santos e pai de dois filhos chamados David e Jhonatas Eloi. Tem formação em História e Direito e atualmente é graduando em Pedagogia pela UFPE - Agreste. Teólogo auto-didata, Pastor Evangélico; é autor de poesias, apostilas, crônicas; além de trabalhar como professor, arbitro da justiça privada e cerimonialista em eventos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *