Evangelizar é Preciso: E conhecereis a verdade…

Certa manhã um bebê de alguns meses engatinhava no jardim de sua bela e luxuosa casa. De repente observou um belo e apetitoso fruto, que brotava de forma exuberante e suntuosa do galho de uma determinada planta. O fruto esticado, de cor vermelha; fazia com que aquela criança desejasse come-lo, no que sem demora esticou-se com o Maximo de esforço e alcançou, retirou e comeu…

No que se deparou com uma desagradável surpresa: o fruto, segundos antes muito apetitoso aos seus olhos, agora causava uma reação química em sua boca, informando ao seu pequenino cérebro que sua boca estava sendo violentamente queimada – o fruto na verdade era uma pimenta.

A verdade! Tão almejada pelos seres humanos que vivem frequentemente em uma busca desenfreada por ela. Em nome da busca pela verdade pessoas foram mortas, nações entraram em guerras, famílias foram destruídas, alguns até enlouqueceram…

Mas o que é a verdade?

A verdade é a libertação da ignorância. Por verdades as nações no planeta estabelecem espiões que servem de informantes a fim de descobrir verdades sobre sistemas, intenções, meios de combates e qualidade dos exércitos dos países que os interessam. Pela verdade existe uma profissão antiga que serve para assegurar uma informação que antes seria só uma desconfiança: os detetives. Pela verdade existem departamentos de investigações a fim de responsabilizar quem realmente deve pagar por algum ato delituoso.

Quando Jesus fala o que está escrito em João 8.32, ele nos trouxe uma mensagem muito além do nosso entendimento. Se olharmos pelo ângulo filosófico, Cristo estava alertando aos homens que nem tudo que parece, de fato é. A ilustração que vimos lá no inicio mostra duas verdades: a primeira é que a criança acreditava que aquele fruto merecia ser ingerido por ela, dado a sua grande formosura – isto era a sua verdade – e a segunda é que nós costumamos, baseados em nossas verdades, ignorar mais um novo aprendizado e preferimos julgar o conteúdo pelo que ele demonstra ser…

Em sua frase aparentemente simples, Jesus traça o panorama da vida humana informando-nos que nós somos eternos dependentes da busca da verdade; e vai ainda mais além ao sentido de que sempre estaremos dependentes de nossas verdades mesmo quando elas são mentiras.

Nossa primordial missão é entender que precisamos de liberdade, e esta tão almejada liberdade vem através do conhecimento da verdade libertadora, como a que conheceu a criança que experimentou a pimenta e de certo nunca mais colocará uma nova pimenta em sua boca.

Vale a transcrição das escrituras, e que serve de incentivo para que sejamos realmente LIVRES!

Foto: Internet
Foto: Internet

“E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará. Responderam-lhe: Somos descendência de Abraão, e nunca servimos a ninguém; como dizes tu: Sereis livres? Respondeu-lhes Jesus: Em verdade, em verdade vos digo que todo aquele que comete pecado é servo do pecado. Ora o servo não fica para sempre em casa; o Filho fica para sempre. Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres.”

João 8:32-36

 

Jonata Daniel

Daniel, tem 21 anos e nasceu em São Joaquim do Monte/PE, mora atualmente em Agrestina/PE. Estudante Técnico em Enfermagem Jônata é repórter fotográfico e fundador do Blog, criado à quatro anos quando ainda cursava o ensino médio na Escola de Referência Professor José Constantino. “O blog me ajudou a entender complexos importantes e ver que não era o único adolescente insatisfeito com problemas do dia a dia. Através dos textos e fotos descobri um novo universo que acabou virando meu trabalho”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *