MP DENUCIA GASTOS EXCESSIVOS NA PREFEITURA DE CARUARU

Iniciamos este texto transcrevendo os termos da ação judicial ajuizada pelo promotor de Justiça de defesa do Patrimônio Público de Caruaru: “Diferentemente do que se propunha, a lei gerou um aumento na despesa pública, com aumento substancial dos salários dos comissionados e a gravíssima criação de cargos de gerentes, coordenadores, assistentes e assessores sem qualquer descrição das atividades, de suas necessidades individuais e até mesmo do pré-requisito para a investidura. É impossível mensurar a necessidade de tal força de trabalho, e mesmo as atividades que os ocupantes dos cargos criados desempenharão, constituindo tal norma um cheque em branco para a administração”.

  Conforme acima transcrito o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) afirma que a alteração promovida pela prefeitura de Caruaru, por meio da tal reforma administrativa, trouxe aumento substancial dos salários dos comissionados, ou seja, em tempos de grave crise econômica, com uma imensa quantidade de desempregados na capital do Agreste, e em todo país, diferentemente do que foi dito publicamente pela gestora do município, ao invés de reduzir os gastos com a imensa estrutura de pessoal que incha a máquina pública, o que ela promoveu foi um aumento dos gastos públicos, para inflar os salários dos secretários e demais cargos comissionados, de livre nomeação da chefe do executivo municipal.

  A ação promovida pelo MPPE, solicitando a suspensão urgente dos efeitos oriundos dessa reforma, visa coibir o abuso com o dinheiro público por parte da prefeitura do município, e pede também, que seja readequada essa reforma administrativa, que, segundo o promotor, pode trazer sérios prejuízos financeiros para o erário público do município, ou seja, a ação objetiva proteger o dinheiro do caruaruense, que paga seus altos impostos.

A sociedade precisa ficar atenta para as omissões do poder público municipal em oferecer infraestrutura (iluminação pública, pavimentação das vias, valorização e proteção das praças públicas), saúde, educação, segurança e ordem pública, trânsito, transporte e mobilidade urbana, medidas emergências na feira de Caruaru, que está cada vez mais abandonada, além de exigir o cumprimento de todas as mirabolantes promessas feitas pela prefeita do município.

Fica a reflexão. Esteja atento à próxima edição da coluna Ética e Política, que é divulgada todas as quintas-feiras. Você pode dar sugestão de temas, fazer críticas e elogios para o e-mail: ericklessa04@gmail.com.

Jonata Daniel

Daniel, tem 21 anos e nasceu em São Joaquim do Monte/PE, mora atualmente em Agrestina/PE. Estudante Técnico em Enfermagem Jônata é repórter fotográfico e fundador do Blog, criado à quatro anos quando ainda cursava o ensino médio na Escola de Referência Professor José Constantino. “O blog me ajudou a entender complexos importantes e ver que não era o único adolescente insatisfeito com problemas do dia a dia. Através dos textos e fotos descobri um novo universo que acabou virando meu trabalho”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *