Daniel Motta e núcleo de reportagens da Rede Record ganham prêmio Vladimir Herzog, em reportagem “A Rota das Castanhas”.

Exibida no Câmera Record, a reportagem investigativa que retrata a vida e cotidiano de comunidades quilombolas espalhados pelo nordeste brasileiro, foi vencedora do 38º Prêmio Jornalístico Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos. Em roteiro a gravação das reportagens incluíram a dois estados, Pernambuco, na cidade de Agrestina e Rio Grande do Norte, na cidade de João Câmara. Na pauta o jornalista Daniel Motta retratou a exploração sem limites do trabalho infantil e escravo.

Foto: Divulgação Facebook | Rede Record
Foto: Divulgação Facebook | Rede Record

Em um encontro os jornalistas trocaram suas experiências sobre as reportagens que produziram, Daniel relata que, “No Pernambuco a realidade é um pouco diferente, não se ver a situação, no Pernambuco, como trabalho escravo, infantil, se ver como economia familiar, e também lá não existe a figura do explorador, como existe no Rio Grande do Norte”.

Em Agrestina, a equipe esteve durante quatro dias, gravando na comunidade Quilombola de Pé de Serra dos Mendes. O Blog esteve acompanhando a equipe durante todo o trabalho investigativo, acompanhe as fotos a seguir.

Foto: Jônata Daniel
Foto: Jônata Daniel
Foto: Jônata Daniel
Foto: Jônata Daniel
Foto: Jônata Daniel
Foto: Jônata Daniel
Foto: Jônata Daniel
Foto: Jônata Daniel

Este não foi o único prêmio conquistado pelo núcleo de reportagens especiais da Rede Record na temática, no início de outubro a primeira reportagem sobre a castanha foi vencedora Nacional e Regional do Prêmio MPT de Jornalismo, matéria que foi ao Ar, no Domingo Espetacular. A equipe também foi vencedora do Prêmio Anamatra (Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do trabalho). O prêmio principal da categoria Imprensa/televisão foi dado para “Eternas Escravas”, reportagem exibida no Repórter Record Investigação.

Produção de Ana Haertel Piccolo, reportagem de Jorge Talmon, imagens de Leopoldo de Moraes e Renê Correia Batista, edição de Fabi Lopes, edição de imagens de Lucas Augusto, Caio Laronga e Natália Florentino, arte de Alexandre Ormond e sonorização de Rafael Ramos. Emissoras de apoio, TVs Clube de Pernambuco e Record Brasília.

Este ano o Prêmio Vladimir Herzog comemorou 38 anos mantendo-se fiel, em reconhecer, homenagear e premiar, a jornalistas que, por meio de seu trabalho, contribuem para a promoção dos Direitos Humanos e da Democracia.

Jonata Daniel

Daniel, tem 21 anos e nasceu em São Joaquim do Monte/PE, mora atualmente em Agrestina/PE. Estudante Técnico em Enfermagem Jônata é repórter fotográfico e fundador do Blog, criado à quatro anos quando ainda cursava o ensino médio na Escola de Referência Professor José Constantino. “O blog me ajudou a entender complexos importantes e ver que não era o único adolescente insatisfeito com problemas do dia a dia. Através dos textos e fotos descobri um novo universo que acabou virando meu trabalho”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *